Skip to main content








virtual-reality-2132409_1280

O ciclo da vida e a importância de “resetar” o mindset

Por Leila Navarro

Seja na vida, na carreira ou nos negócios, o mindset é o que separa as pessoas bem-sucedidas daquelas que ficam presas à sua bolha, numa falsa ilusão de estabilidade e conforto

Tenho três filhos, duas meninas e um rapaz. Todos adultos, bem resolvidos e donos do próprio nariz. Há algum tempo comecei a pensar na possibilidade de ser avó e, ao comentar com as mulheres, elas revelaram o mesmo desejo. Alguns anos se passaram, muitas coisas aconteceram, elas seguiram seus planos de carreira, fizeram avanços e, no final do ano passado, uma surpresa. Aliás, duas! Minhas duas filhas engravidaram praticamente no mesmo período e há duas semanas fizemos o chá de fraldas do João e da Olívia. Serei vovó de um casal de netos e estou remodelando o meu mindset para dar conta de tanta emoção.

Com essa maravilhosa fase pré-natal das minhas filhas, parece que estou mais sensível e tenho percebido cada vez mais intensamente a importância do ciclo da vida e da renovação do modelo mental, o que é favorecido com a busca por novos conhecimentos. Cada vez mais o ser humano precisa ampliar sua percepção sobre o mundo e, para isso é imprescindível dar um “resetar” o mindset, pois é justamente o nosso modelo mental que define resultados, sejam eles negativos ou positivos.

O ciclo da vida estabelece o surgimento do novo. E tudo precisa se renovar para manter-se vivo. Porém, apesar de vivermos na Era da Inovação, as pessoas têm dificuldades de desapegar para viver o novo. Muita gente anseia por grandes transformações apegados ao passado, às velhas histórias de sucesso, presos a uma zona de conforto que não existe. Como que paralisadas não se dão conta que para avançar é preciso sair da própria bolha, do seu próprio universo.

O mundo está se renovando a cada segundo. Hoje, com mais de 60 anos, estou na pista com a moçada de 20, 30, 40 anos e para continuar viva, preciso alimentar o desejo de ser eterna aprendiz e, ao mesmo tempo, compartilhar conhecimentos para não me tornar uma obesa intelectual ultrapassada.

Viver a experiência de ser avó não me impede de evoluir como profissional dinâmica, autogestora de novas competências e habilidades e, realizar muitos sonhos e projetos. Modelei o meu padrão mental para expandir, experienciar e não me economizo, decidi continuar buscando novas formas de aprender e fazer as coisas, construindo histórias que um dia serão compartilhadas com meus netos. Os resultados que cada pessoa colhe diz muito do padrão mental que estabeleceu para si. É importante observar constantemente os próprios pensamentos, atitudes e comportamentos. Faça para si mesmo a seguinte pergunta: seus projetos de vida estão alinhados com o seu atual modelo mental? Se a resposta for negativa é hora de rever os seus conceitos e dar um reset no seu mindset.

Você está preparado para uma demissão ou possível mudança de carreira? Hoje você descobrirá como enfrentar as instabilidades de mercado e preparar-se para uma trajetória profissional promissora.  

 
Conectada às Redes

Comente também via Facebook!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Spam protection by WP Captcha-Free