Skip to main content








compass-801763_960_720

Encontre o seu Norte para vencer!

Por Leila Navarro

Se a carreira é uma trajetória, há um objetivo envolvido. Você faz carreira para chegar a algum lugar, e é a vontade de chegar lá é que o motiva. Mas qual é mesmo o seu objetivo, o seu sentido de vida? Muitos profissionais se envolvem tanto com os problemas, os assuntos urgentes e as pendências do dia a dia que até esquecem a razão de estar onde estão. Perdem a visão do todo e ficam presos nas pequenas coisas que sugam sua energia e dão a sensação de que estão patinando no mesmo lugar. Pode ser que isso esteja acontecendo com você, e responder essa pergunta o fará colocar em primeiro plano o objetivo, e não as dificuldades que enfrenta. A dica é que você mantenha o foco no objetivo e você sempre terá energia para superar os problemas.

Pode ser, também, que seu objetivo já não seja mais capaz de empolgá-lo como antigamente. O mundo muda, as pessoas mudam e o seu Norte também pode ser alterado. Algo que o motivava no passado pode não motivar mais, só que você pode não ter percebido ainda. Não parou para avaliar seu objetivo e perceber que ele já perdeu o encanto, já caducou. Ou será que ele se revelou vazio de significado e incapaz de realizar você? Ter determinado salário, por exemplo, é um objetivo que pode levar à frustração, pois quando é alcançado deixa de nos proporcionar motivação e transformar-se numa prisão.  Continuamos fazendo as mesmas coisas, mesmo sem paixão, só para manter aquele salário.

E então, qual é o seu objetivo para 2017? Talvez seja caso de repensá-lo. Talvez seja preciso colocá-lo numa perspectiva de realização pessoal, de propósito de vida. Costumo dizer que o sentido de vida está intimamente ligado aos nossos talentos ou dons naturais. À medida em que você exerce seus talentos, está realizando seu propósito. Vem dele a motivação constante e duradoura, que faz você ter vontade de trabalhar todos os dias, superar dificuldades, aprender com os erros, mudar o que não dá certo, assumir responsabilidades, crescer com os fracassos. Isso dá uma bela história de realização! Reflita sobre isso e faça a sua própria história!

Conectada às Redes

 

Comente também via Facebook!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Spam protection by WP Captcha-Free