Skip to main content








Não?

Você sabe dizer não quando é realmente necessário?


Vamos deixar bem claro uma coisa? Ter as qualidades da tolerância e da paciência bem desenvolvidas não significa que você deva dizer amém a tudo. Não se pode confundir paciência e tolerância com a atitude passiva de engolir sapos, deixar de defender seus direitos e de dizer o que pensa e fazer tudo para agradar, assumindo coisas que não são suas ou contrariando a própria vontade.

Quem diz amém para tudo, na verdade, tem problemas de autoestima e, com isso, o medo de ser rejeitado prevalece e o impede de dizer não. É! O negócio é sério!

O que nos dá clareza para dizer sim ou não, no momento certo, é a assertividade. E você sabe o que é assertividade? Muita gente confunde assertividade com agressividade e, na verdade, cada comportamento é bem diferentedo outro.

Quem tem a qualidade da assertividade sabe dizer não àquilo que fere a sua integridade e contraria seus valores, mas faz isso sem agredir nem desrespeitar o outro. O assertivo simplesmente defende suas opiniões e vontades com honestidade. Da mesma maneira, sabe ouvir as opiniões e respeitar as posições dos outros. Ele tem muito bem definido a fronteira entre seus direitos e os direitos dos outros.

Uma característica interessante da pessoa assertiva é que ela não aceita menos do que realmente merece, ela não cede àquilo que a desvia de seu propósito e não permite interferências de coisas ou pessoas que ferem os seus princípios. Gente! E isso é maravilhoso porque quando se é assertivo significa também que a pessoa se conhece bem e não tem medo de ser ela mesma, já pensou nisso?

A assertividade nos permite seguir o caminho que escolhemos, exercendo nossos valores e fazendo as escolhas que são relevantes para nós. Isso é muito importante, pois muitas vezes é preciso dizer não ao que não é importante ou bate de frente com nosso propósito. Até aqui ficou claro você o que é assertividade? Hum! Mas pode ter surgido a dúvida se você tem um comportamento assertivo ou não! Se é este o caso, não fique em essa dúvida! No meu portal ofereço gratuitamente um teste sobre assertividade e você pode fazer agora uma autoavaliação.
Mas, se observou que a sua capacidade assertiva é baixa, não fique triste. A melhor notícia é que essa competência pode ser aprendida e exercitada! Gente, este assunto é tão relevante na vida das pessoas que me levou a criar um livro dinâmico, interativo e capaz de fazer qualquer pessoa explorar o máximo da sua capacidade de dizer sim e não quando realmente cada um deles se faz necessário. O livro chama-se “Autocoaching da Assertividade”e, em breve, estará disponível para você aprimorar a sua capacidade de questionar a si mesmo quando a situação cabe um sim ou um não. Mas, enquanto isso vá se deliciando com um artigo Assertividade e a Lei de Gerson: a postura ética colocada em xeque, com uma abordagem interessante sobre este assunto.
Até breve!

Comente também via Facebook!

Comentários

5 comentários em “Você sabe dizer não quando é realmente necessário?

  1. Muito do que achamos que tem que ser feito, na verdade não tem essa exigência toda. São coisas que pensamos que gostaríamos de fazer, mas que na prática nos traz mais desgosto do que prazer.

    Existem ainda aquelas que fazemos por pressão da sociedade, mas que também não são imprescindíveis.

    Aprenda a dizer não, aprenda a eliminar o desnecessário e simplificar a sua vida.

    A palavra-chave aqui é delegar. Se algo realmente tem que ser feito, mas você detesta fazer, então delegue. Delegue o máximo que puder.

    Se não gosta de enfrentar o trânsito, contrate um motorista. Se não tem paciência para declarar o Imposto de Renda, contrate um contador. Se não quer deixar as crianças em uma festa, passe para os pais de um amiguinho.

    É fato que delegar pode lhe custar dinheiro, mas se você tiver disponibilidade, faça o teste. Talvez valha a pena pagar para se livrar de algumas atividades das quais você não gosta. Se depois achar que não vale a pena, simplesmente cancele o contrato e volte tudo como era antes.

    Todo mundo sabe exatamente aquilo que mais gosta de fazer, ainda que não admita. Em algum lugar da sua alma, todo mundo sabe. Normalmente não olhamos para isso. E quando nos deparamos com a coisa, com a nossa própria verdade exposta à nossa frente, fingimos não ver. A gente fica se dizendo a todo instante, às vezes em tom desesperado, o que deveríamos fazer, o que de fato nos encanta, o caminho pelo qual deveríamos seguir. No entanto, nos ouvimos muito pouco. Não nos aceitamos, não nos acatamos, não nos levamos a sério. Quando temos um momento feliz, deveríamos prestar atenção ao que nos fez sentir bem daquele jeito. Quando temos um dia bom, idem. E então deveríamos colocar mais daqueles ingredientes na nossa vida. O outro lado dessa moeda é igualmente verdadeiro: quando estamos nos sentindo mal, quando temos um dia ruim, eis aí momentos de grande valia para tratarmos de aprender a não vivê-los de novo. Para retirarmos de nossos repertórios os drives que nos levaram a sentir daquele jeito.

  2. tUDO QUE SAI DE VOCÊ É MARAVILHOSO PODEROSA.tE ACOMPANHO HA ALGUNS ANOS.tE ESPELHO MUITO.vOCÊ JÁ ESTEVE EM MINHA CIDADE HA MUITO TEMPO Ituiutaba.MGSOU SUA Fâ…bjs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Spam protection by WP Captcha-Free