Skip to main content








Buscando um Planeta Sustentável

Hoje, no dia Mundial do Meio Ambiente, quero indicar o filme Avatar para quem ainda não assistiu. Esse filme me impressionou muito, mas muito mesmo. Eu assisti três vezes e assistiria novamente. E o que mais me impressionou não foram os efeitos 3D, mas a idéia do filme que é tão simples, sem novidades, mas tão atual. Parece que ainda não entendemos que somos parte deste planeta e esquecemos que ele depende de nós, assim como nós dependemos dele.
Veja essa mensagem do WWT Brasil e essa do Greenpeace que é genial. Elas nos fazem refletir e rever posturas. Faz perceber que não só o homem, mas a natureza também se manifesta e nos alerta que é preciso agir.

“A única revolução possível é dentro de nós” (Mahatma Gandhi)

Venho acompanhando muitas notícias sobre o futuro do nosso mundo e, essa semana, a que mais chamou a minha atenção foi a respeito da reformulação do Código Florestal. A discussão e tensão entre os ruralistas e os ambientalistas, principalmente a respeito da responsabilidade e regras sobre as Reservas Legais (porcentagem de área natural de preservação permanente em propriedades privadas – de uso somente sustentável e proibida de desmatamentos) me fez refletir muito sobre o futuro de nossas matas.

Eu estava esperando e chegou a minha hora… a hora de ir para Pandora!! Porque desse jeito fica difícil continuar nesse país, num país com tão pouca consciência da importância que a natureza tem nas nossas vidas – eu me preocupo com essa alteração. Uau… se isso fosse possível talvez fosse o que eu faria, mas não podemos fugir e, assim como os Na´vis fizeram em Pandora, a nossa atitude deve ser ficar e defender a nossa terra, a nossa mãe natureza e tornarmos parte dela.

Uma das grandes preocupações, e é aí que me faz lembrar muito de Avatar, é perder o controle sobre os interesses capitais e políticos que cada estado terá para estabelecer suas regras. Essa discussão sobre a alteração do Código Florestal parece não estar aberta a todos, mas nós precisamos mudar isso e saber o que está acontecendo porque é de nosso interesse, precisamos fazer parte dessa discussão, é uma decisão que vai refletir no futuro do nosso planeta. Precisamos nos informar e tomar uma posição para tentar minimizar os prejuízos para as próximas gerações.
Está marcada para o dia 08 de junho a entrega desse relatório de reformulação para o Conselho Especial do Código Florestal.
Precisamos de conhecimento, de consciência e de atitude.

Você sabe o que é o código florestal e o que tem sido discutido a respeito dele?
Você sabe que consequências a reformulação pode trazer para o nosso planeta?
Você sabe a importância da natureza para a nossa vida?

Saber já é um primeiro passo para começarmos uma revolução, o segundo é a tomada de consciência!

Comente também via Facebook!

Comentários

4 comentários em “Buscando um Planeta Sustentável

  1. Infelizmente a humanidade não percebe o que está acontecendo com o nosso planeta, ou se percebe acha que isso é natural, ninguem vê (ou preferem não ver) que o mundo clama por socorro. Acho que se cada um fizesse a sua parte, por menor que fosse, o mundo não estaria do modo como esta, as pessoas não estariam do jeito como estão. Tudo seria muuiiiiito diferente. Hoje 05/06/2010, um momento para refletir nossas atitudes para com o nosso planeta e tomarmos, todos juntos, uma atitude.

    Patricia – Natal/RN

  2. Precisamos mudar a mentalidade de que o ter e mais importante do que o ser,esta postura errada tem levado ao consumo desenfreado, como ter o ultimo tipo de telefone celular, ter o ultimo tipo de carro zero, isso nos levara ao esgotamento dos nosso recursos naturais, a natureza responde ao desequilibrio do ser humano.
    Cicero Ferreira 10.06.2010

  3. Prezada Leila, nesses momentos penso em TIM LOPES. Fica a pergunta: qual a força da mídia e seu REAL interesse em fazer chegar a todos os cantos do BRASIL o GRITO que muitos têm dentro de si? Se as Leis estão sendo revistas pela lente dos interesses políticos? Conseguimos, DEMOCRATICAMENTE, depor um presidente, do que mais somos capazes se UNIRMOS as forças? LUIZA

  4. O ser humano já não se lembra mais de sua importância em ser, deixa de ser para ter!
    Seria grandiosa esta valorização, de “sermos”, e cuidarmos da natureza que temos para que as próximas gerações possam viver em harmonia com a natureza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Spam protection by WP Captcha-Free