Artigos

Perfil empreendedor e intuição combinam?

Você deve se lembrar de alguns momentos em sua vida que sabia algo, mas não sabia o porquê deste saber, nem sua lógica. Você apenas queria seguir aquele caminho, pois tinha a ciência de que daria certo, porém não conseguia explicar o porquê da sua escolha. Isto ocorre porque você não possui dados suficientes arquivados em seu conhecimento analítico para justificar esse tipo de atitude. Isto é intuição. A intuição sempre será parte do processo inovador. Ela pode ter vários nomes, e ser chamada de ideia, inspiração, faísca, brilho, dentre outros. São substantivos que deixam subentendidos que o processo inovador é dotado de qualidade e energia. Ele é uma parte natural de nossas vidas, e pode ocorrer com qualquer pessoa em diferentes situações.

O processo intuitivo é a habilidade que temos de saber algo diretamente, sem necessariamente, pensarmos analiticamente. Acredito que a intuição é uma aptidão ainda pouco reconhecida e, geralmente, associada a uma competência feminina. Ela não é ativada, estimulada ou valorizada como deveria e, por isso, desperdiçada. Isso porque nossa cultura é basicamente formada por inúmeras informações que dependem de análises que, por sua vez, devem ser medidas e verificadas constantemente, abdicando, assim, da intuição.

O pensamento analítico constata o que já é sabido, como estatísticas e dados baseados no passado. No entanto, o pensamento intuitivo baseia-se em pouquíssimas informações analíticas e está relacionado às tendências futuras, posturas positivas e acessa outros fatores, como se “visse uma luz no final do túnel”. O potencial empreendedor no mundo moderno tem muito a ver com o despertar do poder intuitivo. Ao parar para analisar, você encontrará diversas situações em sua vida, em que soluções, aparentemente impensadas, resolveram problemas pensados em momentos completamente inesperados. Foi a intuição que trabalhou por você neste momento.

Infelizmente, passamos muitos anos da nossa vida aprendendo a pensar analiticamente e pouco tempo aprendendo a pensar intuitivamente. Porém, a intuição pode ser treinada e desenvolvida, e, consequentemente, incorporada ao processo inovador. Inovar é renovar, é trazer novidades, é ampliar horizontes. É trazer a felicidade ao seu processo criativo, às suas metas, aos seus sonhos. A intuição independe de raciocínio, mas se você souber se atentar aos detalhes que ela proporciona, só tem a ganhar em todos os aspectos da sua vida profissional e pessoal. Você entrará em sincronicidade com o universo juntamente com seus planos, e como disse Gandhi “a felicidade é quando o que você pensa, o que você diz e o que você faz estão em harmonia”.

Por Leila Navarro, palestrante.

"Leila Navarro é autora de vários livros e uma das palestrantes mais requisitadas do Brasil, ministrando palestras em todo o Brasil e na Europa."

Navegue pelo Portal da palestrante Leila Navarro

Palavras-chave desse artigo:

(Escolha uma palavra-chave e veja os artigos relacionados a ela na coluna ao lado direito)




Outros artigos

Nossos clientes